Executivo municipal realiza reunião para discutir situação do Fundo de Aposentadoria dos Servidores.

    

Na oportunidade a empresa Gestor Um Consultoria, apresentou à Prefeitura de São Borja a avaliação atuarial de 2019 e falou sobre as previsões do fundo dos servidores públicos. A reunião contou com a presença de funcionários, secretários e do vice-prefeito Roque Feltrin.

A atuária Michele Dall’agnol, representante da empresa explicou na oportunidade que “a situação do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), dos servidores públicos está melhor que em inúmeros municípios gaúchos. A situação de São Borja vem apresentando melhoras  significativa nos últimos anos” disse ela,

Quando a administração do prefeito Bonotto assumiu em 2017, o fundo dos servidores passava por uma situação delicada, contando com menos de 67 milhões de reais em caixa.

A atual administração, sob o comando do presidente do RPPS, Claudio dos Santos, está recuperando o fundo através de investimentos. Hoje os valores superam 86 milhões de reais, sendo que somente no ano de 2019 teve um rendimento de mais de 8 milhões de reais.

Atualmente, o município gasta em média 1,3 milhão de reais por mês com 432 aposentados e pensionistas. Lidiana Guasso, agente administrativa cedida para o RPPS, comentou que “em dez anos trabalhando na Prefeitura nunca viu uma administração como esta, que procura ser cada vez mais responsável com seus servidores, buscando sempre pagar todas as alíquotas em dia.

A expectativa dos servidores, é de que ocorra a inclusão de estados e municípios na Reforma da Previdência no Senado Federal, o que fará com que o cenário para os servidores municipais se torne ainda melhor”, salientou Lidiana.