Operação de linha aérea ligando São Borja a Porto Alegre inicia em novembro deste ano.

 
 
 
 

Anunciada para começar em agosto a linha aérea ligando São Borja a Porto Alegre passará a operar no dia 21 de novembro próximo. A intenção do prefeito Eduardo Bonotto era de que o serviço iniciasse no próximo mês, porém por razões de ordem técnica, foi preciso adiar o início das operações.

A decisão foi anunciada durante encontro em Porto Alegre, no Palácio Piratini, na quinta-feira da semana passada. Na oportunidade foi confirmado o cronograma para o início dos vôos comerciais entre seis cidades gaúchas e a capital do Estado a partir de setembro, através do Programa de Apoio à Aviação Regional. Para São Borja está definida a data de 21 de novembro para o início das operações.

Em Porto Alegre, o vice-prefeito Roque Feltrin representou o prefeito Eduardo Bonotto no encontro, também com a presença do governador Eduardo Leite, do presidente da Assembleia Legislativa, Luiz Augusto Lara, e do presidente da Frente Parlamentar pela Aviação Regional, deputado Frederico Antunes. Os diretores-presidentes das empresas Gol, Paulo Kakinoff, e da Two Flex, Rui Aquino, também marcaram presença, assim como dos demais municípios que passarão a receber vôos regulares.

A Gol Linhas Aéreas anunciou que começará as operações entre os meses de setembro e dezembro nos seis municípios inicialmente abrangidos pelo programa de incentivo do governo estadual à aviação regional. Essas novas rotas de Porto Alegre para o Interior do Rio Grande do Sul serão em uma parceira com a companhia Two Flex. As primeiras operações começam em 20 de setembro, celebrando o feriado Farroupilha, entre Porto Alegre-Bagé e Porto e Alegre-Santa Rosa.

Já em 9 de novembro, a companhia passa a operar o circuito aéreo Porto Alegre-Rio Grande. Em 21 de novembro, será a vez do circuito Porto Alegre-São Borja. Um pouco antes do Natal serão mais dois destinos à disposição: em 16 de dezembro, Porto Alegre-Santana do Livramento e, em 20 de dezembro, Porto Alegre-Passo Fundo.

Os seis novos destinos terão distâncias que variam de 1h20min até quase 2h. “Para essas rotas, estamos falando de tarifas que oscilarão entre R$ 400 e R$ 800, de acordo com a distância”, segundo o presidente da Gol, Paulo Kakinoff.

A Two Flex, parceira da Gol, opera aeronaves Cessna 208 Caravan, com capacidade para nove assentos de passageiros. A comercialização de passagens será feita pela Gol, a partir do dia de 6 de agosto.

Na conexão Porto Alegre- São Borja, são previstos quatro voos semanais - nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras. A saída da capital gaúcha será às 13h15min e chegada em São Borja às 15h15min. O voo de retorno de São Borja para Porto Alegre começará às 15h30min com previsão de chegada na capital às 17h30min.

Ao ser detalhado o anúncio nesta quinta-feira, em Porto Alegre, o governador Eduardo Leite e os representantes da Assembleia Legislativa e das companhias aéreas destacaram que o Rio Grande do Sul passa a liderar o ranking brasileiro da aviação regional. Além das seis cidades que passam a ter vôos regulares até o final do ano, outras quatro já, há algum tempo, operam os serviços em escala comercial.

O prefeito Eduardo Bonotto reafirmou sua expectativa de que o retorno de linhas aérea regulares depois de quase  60 anos “será um novo divisor de águas para o desenvolvimento de São Borja”. Ele disse que “nossa próxima meta, nesse processo, são mais obras de melhorias no aeroporto João Manoel”.

Na sua avaliação, “os grandes projetos do salto econômico, da modernidade e da geração de emprego e de renda também começarão a decolar a partir de agora”. Lembrou ainda que, “à medida que também começarmos a salvar vidas pela rapidez logística da aviação, mediremos com mais precisão a importância dos ganhos que estamos conquistando”.