Feirão Limpa Nome São Borja é prorrogado. ACISB, CDL e SINDILOJAS estenderam campanha até 10 de agosto.

 
 
 
 

 

Como era esperado pelas entidades promotoras, o “Feirão Limpa Nome” alcançou números positivos em São Borja durante os 15 primeiros dias do mês julho. Porém, muitas pessoas não conseguiram realizar suas negociações, pelo curto período de realização da campanha.

Por isso, ACISB, CDL e Sindilojas decidiram ampliar o prazo que pretende recuperar clientes negativados junto ao comércio da cidade. Até 10 de agosto, todos os interessados podem procurar as lojas do comércio para renegociar suas dívidas.

Reunindo a maioria das empresas do comércio e serviços de São Borja, a iniciativa está oportunizando que os interessados realizem os pagamentos de prestações atrasadas com até 100% de desconto nos juros e multas.

Para muitos, o desconto significa a possibilidade de quitar um débito existente, dentro da realidade financeira atual. O presidente da ACISB, Wolmi Oliveira, acredita que mais consumidores irão procurar as lojas nas próximas semanas para renegociar.

“Essa campanha será um marco significativo para nosso comércio. No final do ano vamos ter reflexos positivos, principalmente nas compras a prazo”, diz o presidente da ACISB.

Os consumidores que foram incluídos no SPC Brasil, devem procurar a empresa onde possuem algum tipo de dívida e negociar os valores. Estimativa do SPC Brasil mostra que o acumulado de pendências no comércio local é superior a R$ 5 milhões.

Além de possibilitar a circulação de maior volume de dinheiro no comércio, o “Feirão Limpa Nome” vai oportunizar que muitos voltem a comprar utilizando o sistema de crediário.

As pessoas que quitarem suas dívidas, em cinco dias úteis terão seus nomes retirados do SPC Brasil. A partir disso, já poderão realizar compras novamente no comércio local.