Policia Civil começa apurar motivo do acidente que vitimou jogador do Passo Fundo Futsal.

 
 
 
 

A Polícia Civil instaurou inquérito para saber as causas do acidente com o ônibus do Passo Fundo Futsal, ocorrido na madrugada do domingo, e que vitimou fatalmente o jogador Pablo Yago Radaeli de 22 anos. 

Conforme a delegada titular de Santiago, que está respondendo pela Delegacia de Polícia de Itaqui, Débora Durlo Poltosi, o tacógrafo, equipamento que marca a velocidade em que o ônibus transitava no momento do acidente, foi extraído  e encaminhado para a perícia. “Ninguém foi ouvido até agora dadas as circunstâncias do que ocorreu. O condutor foi submetido ao teste do etilômetro pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o resultado foi negativo”, salienta.

Como a delegação estava de passagem pelo local, serão deprecadas cartas precatórias para que as pessoas que estavam no veículo sejam ouvidas. “O principal depoimento que precisamos colher é do motorista do ônibus. Ele é a pessoa que pode dar detalhes do que aconteceu. As oitivas deverão realizar em Passo Fundo, onde residem os ocupantes do ônibus”, explica. 

O prazo para conclusão do inquérito é de 30 dias, porém como não há nenhuma pessoa presa, caso finde o período e os trabalhos não tenham sido finalizados é possível prorrogar o tempo para o término.

De acordo com a delegada Débora, é muito cedo para apontar possíveis causas. “O laudo pericial é muito importante, assim como os depoimentos. É prematuro apontar possíveis situações que possam ter ocorrido.”