Feirão Limpa Nome São Borja promovido pela ACISB, CDL e SINDILOJAS, vai até segunda-feira, 15 de julho.

 
 
 
 

O “Feirão Limpa Nome São Borja”, promovido pela ACISB, CDL E SINDILOJAS, iniciado dia 1º de julho, se encerra na próxima segunda-feira, 15.

Com o objetivo de recuperar o maior número possível de consumidores que ao longo de anos, pelos mais diversos motivos, ficaram com seus nomes negativados junto a órgãos de proteção ao crédito, a promoção vem conseguindo alcançar as metas previstas. As pendências podem ser quitadas com descontos de até 100% nos juros e multas para pagamento a vista.

A iniciativa das entidades aconteceu devido ao montante aproximado de R$ 5 milhões que nos últimos anos, vários estabelecimentos comerciais da cidade deixaram de receber das vendas a prazo.

O presidente do CDL Neronei Cargnin ressalta que o valor de R$ 5 milhões é referente apenas ao capital, ou seja, apenas aos valores das compras realizadas, sem acréscimos de juros e correção monetária.

O feirão está sendo visto como “a solução para reaquecer as vendas durante todo ano e não apenas em datas especiais”. É o que dizem os dirigentes das entidades que congregam o comércio local, Ibrahim Mahmud, presidente do SINDILOJAS, Neronei Cargnin, presidente do CDL e Wolmi Oliveira, presidente da ACISB.

Segundo levantamento realizado esta semana, todos os estabelecimentos comerciais que se engajaram na campanha estão contentes com os resultados obtidos até esta sexta-feira. O Feirão Limpa Nome São Borja, vai até segunda-feira, 15 de julho.

“Ainda há tempo para que os interessados negociem possíveis pendências em estabelecimentos comerciais da cidade com condições acessíveis e assim possam voltar a comprar pelo crediário no comércio local”, é o que diz Wolmi Oliveira, presidente da ACISB.