LIRA mostra os níveis de infestação pelo Aedes em São Borja

 
 
 

O Serviço de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou os números da última edição, em São Borja, do LIRA (Levantamento por Índice Rápido de Aedes aegypti). A pedido do Ministério da Saúde, o trabalho ocorreu na primeira quinzena do mês, com apoio da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde. O resultado do levantamento indica que a área urbana e a localidade de Nhu-Porã apresentam Índice de Infestação Predial (IIP) de 0,7%, considerado de baixo risco.

 

A médica veterinária Janaína Leivas, do Serviço de Vigilância em Saúde, ressalta que, apesar do resultado, é preciso manter atenção redobrada. “Chega a época de maior calor e de chuvas mais frequentes, circunstância que sempre é mais propícia à proliferação de mosquitos.” Ela lembra, ainda, que São Borja como área de fronteira é sempre uma região de maior risco. Além disso, municípios próximos, no território gaúcho, ou tiveram ou têm casos de dengue e chikungunya.