Hospital Ivan Goulart comemora dois meses de atuação dos acadêmicos de medicina na instituição

    
Em julho deste ano o Hospital Ivan Goulart abriu suas portas para 14 estudantes da primeira turma do Curso de Medicina da Universidade Federal do Pampa - Unipampa, campus Uruguaiana. Esses estudantes, estão realizando estágio curricular no exercício de atividades práticas na modalidade de internato.
 
 
 
Os acadêmicos ficarão atuando no hospital até novembro do vigente ano, entretanto, o Médico Coordenador do Estágio, Tiago Camícia, explica que nos próximos anos a ideia é que as turmas subsequentes atuem pelo período de 6 meses. Conforme ele, a turma atual ficará por um tempo menor em razão da pandemia ocasionada pela Covid-19 que alterou o calendário acadêmico.
 
 
 
Assim, a administração do Hospital Ivan Goulart comenta que a intenção do projeto é colaborar no processo de formação acadêmica/profissional desses alunos e, também, proporcionar um ambiente de troca de experiências e conhecimentos no âmbito das práticas médicas na saúde hospitalar, pois os acadêmicos atuam nas áreas de clínica médica, urgência e emergência, saúde mental, enfermaria, UTI e Oncologia.
 
 
 
Nesta perspectiva, Tiago Camícia ressalta a importância dessa troca de conhecimentos técnicos e científicos, pois motiva tanto os médicos a estudar mais como também os alunos. Além do que, Camícia salienta que esse processo envolve toda uma equipe multidisciplinar que trabalha de modo integrado para oferecer o melhor aos pacientes.
“Considero que suprimos as expectativas dos estudantes, principalmente, com relação a infraestrutura, qualidade e qualificação dos nossos profissionais. Os alunos foram acolhidos pela equipe e entenderam que o hospital atua de maneira muito profissionalizante”, diz Tiago Camícia.
 
 
 
 
Conforme a estudante de medicina, Camila Costa, a sua principal expectativa é adquirir, através da prática, as habilidades que faltam para que possa desempenhar suas funções com qualidade e segurança. Além do que, relatou que essas expectativas estão sendo cumpridas “o HIG é organizado com processos de trabalho muito bem estabelecidos, o que é claramente perceptível no desempenho das equipes de enfermagem e dos serviços de apoio que juntos, proporcionam a experiência de atuarmos em um serviço resolutivo e com ótimo clima organizacional, que nos acolheu e nos incluiu como verdadeiros profissionais, sem jamais esquecer que estamos em formação. Isso tem sido crucial para o meu crescimento e aprendizado”, conclui.
 
 
 
Na mesma linha, Júnior Belarmino, observa que: “o hospital está fechando com chave de ouro a nossa formação, já que aqui nos deparamos com uma organização hospitalar e com gerenciamento de protocolos de ponta, gerenciamentos esses, que a gente só escutava falar. É um serviço único, então, com certeza a gente indica e indicará para outros colegas”.
 
 
 
Por último, Tiago Camícia salienta que é um momento de pensar o hospital não só como um local onde as pessoas se tratam, mas também enquanto um espaço onde se pode formar conhecimentos. “Esse é um processo de crescimento muito bom e que vai permitir que os alunos levem essas experiências para a vida toda”.
 
Fonte: Comunicação do HIG