Fiocruz alerta para o elevado patamar de transmissões do Coronavírus e a variante Delta

   
Nova edição do Boletim Observatório Covid-19 Fiocruz destaca que o surgimento e crescimento da presença de novas variantes de preocupação, como a Delta, acendem um alerta. O estudo chama a atenção para o fato de que a pandemia ainda não acabou e novos cenários de transmissão e risco podem surgir.
 
 
 
A análise ressalta que o elevado patamar de risco de transmissão do vírus Sars-CoV-2 pode ser agravado pela maior transmissibilidade da nova variante e reforça a necessidade de combinar vacinação com o uso de máscaras, incluindo campanhas e busca ativa.
 
 
O boletim confirma, ainda, a reversão no processo de rejuvenescimento da pandemia no Brasil. Novamente, as internações em leitos de UTI para adultos no SUS e, principalmente, o número de óbitos concentram um maior número de idosos.
 
 
“É fundamental o esquema vacinal completo para todos os elegíveis, a fim de proteger contra os casos graves e óbitos por Covid-19, incluindo os relacionados à variante Delta, além da necessidade de ampliar e acelerar a vacinação”, afirmam os pesquisadores responsáveis pelo Boletim, que traz nesta edição recomendações fundamentais de medidas de proteção.