Prefeitura de São Borja cede etilômetro para Brigada Militar combater motoristas embriagados

Comandante da Brigada Militar, Hélio Jr (e), recebendo o equipamento do secretário Moacir Tiecher   

 

 

Na quarta-feira, (04/08), na sede do 2° Batalhão de Policiamento de Área de Fronteira da Brigada Militar, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Serviços Urbanos, Segurança e Trânsito realizou a cedência de um etilômetro à Brigada Militar de São Borja. O equipamento será utilizado em operações de controle e fiscalização de trânsito, não só no serviço rotineiro mas também nas operações Balada Segura.

 

O comandante da BM, major Hélio Júnior, destacou a importância da realização de ações conjuntas entre a Brigada e a Prefeitura. Ele disse ainda que o etilômetro ajudará no combate a utilizaçáo de bebidas alcóolicas por motoristas,  proporcionando maior segurança à população.

 

O secretário de Infraestrutura, Serviços Urbanos, Segurança e Trânsito, Moacir Tiecher, agradeceu a Brigada Militar pela parceria e se colocou à disposição para o planejamento de ações conjuntas.

 

O diretor de Trânsito da Prefeitura, Airton Rocha Alves, explicou que o equipamento já havia sido cedido em outras ocasiões à BM, mas que por exigência técnica precisa passar por um processo de aferição anualmente, o que atrasa um pouco o trabalho de realização de operações de combate a embriaguez no volante. Ele esclareceu ainda que o etilômetro não é de propriedade do Município, mas sim um comodato que existe entre a Prefeitura e o Detran desde 2018.

 

“Pudemos verificar nos últimos finais de semana que existem aglomerações em alguns locais da cidade, onde principalmente o público jovem costuma se reunir para ingerir bebidas alcoólicas. É possível verificar também que a grande maioria desse público dirige após beber, o que coloca em risco a vida de muitas pessoas. Embora São Borja tenha um baixo índice de acidentes de trânsito com vítimas fatais, precisamos sempre estar atentos aos perigos e realizar ações de prevenção e fiscalização, por isso a utilização desse equipamento é tão importante”, disse ele.

 

A pessoa flagrada dirigindo sobre influencia de álcool ou que se recusa a fazer o teste do etilômetro, recebe uma autuação e o valor da multa é de R$ 2.934,70 além de abrir processo administrativo de suspensão do direito de dirigir por 12 meses, podendo ainda ocorrer em crime de trânsito. Todas as ações realizadas pela Brigada Militar e o Departamento de Trânsito da Prefeitura visam principalmente conscientizar os condutores.

 

No ato de entrega do etilômetro, os agentes de trânsito do município orientaram os integrantes da BM sobre o funcionamento do aparelho. Após a realização da última aferição, o etilômetro está apto para utilização até fevereiro de 2022.