TRADICIONALISMO - 25ª edição do FestMirim, terminou neste domingo em Santa Maria e entidades de São Borja fizeram bonito.

Foram quatro dias de tradicionalismo e dedicação à cultura gaúcha no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Na edição de prata de número 25 do FestMirim, realizado de quinta-feira até este domingo, 80 invernadas artísticas de todo o estado participaram das apresentações do maior festival tradicionalista da categoria.

Foram disputadas danças tradicionais gaúchas - divididos em Iniciante e Força A - além da competições individuais como dança de salão, chula, declamação, intérprete vocal, gaita e violão.  

Durante os quatro dias, cerca de 12 mil pessoas passaram pelo local para acompanhar as apresentações de peões e prendas de até 13 anos de idade.

 

 

A Capital do Fandango trouxe prêmios do evento.

 

Três entidades de São Borja participaram do evento: CFTG Farroupilha, Centro Nativista Boitatá e CTG Tropilha Crioula, obtendo importantes conquistas e fazendo jus a denominação da cidade de Capital Gaúcha do Fandango.

Na categoria iniciantes, Coreografia de Saída, o Centro Nativista Boitatá ficou com o 1º lugar e o CTG Tropilha Crioula com a segunda posição. O Tropilha Crioula também obteve a quinta colocação em Danças Tradicionais.

Concorrendo individualmente no concurso Gaita Ponto, o jovem Thierry Monzon Robalo, do CFTG Farroupilha, conquistou um expressivo 3º lugar, demonstrando qualidades indiscutíveis e que tem um enorme futuro na arte dos teclados.

 

 

Thierry Monzon Robalo, exibindo orgulhosamente o troféu de terceiro colocado no concurso de Gaita Ponto.

 

Aqui o jovem gaiteiro cercado pelos pais Erivelto e Leila, orgulhosos pela conquista obtida pelo filho.   Meninada do Centro Nativista Boitatá com o troféu de 1º lugar na categoria Coreografia de Saída.  
A meninada do CTG Tropilha Crioula que ficou em 2º lugar em Coreografia de Saída e 5º lugar em Danças Tradicionais.